Em Cidade dos Deitados tem cemitério, rock, bruxas, páginas pretas e nós que aqui estamos por vós esperamos para esse livro inspirado na literatura gótica, com até Ramones tocando…

Sinopse: Um livro todo preto, repleto de esqueletos, figuras estranhas, rostos assustadores… Não é preciso ser gótico para se divertir com esta história do além. Meia-noite, sexta-feira 13, o pneu do carro fura em frente ao cemitério. Este é só o começo da aventura narrada por uma garota que foge de uma festa sem graça, sem imaginar o que aconteceria depois. Heloisa Prieto conduz o leitor por esta cidade habitada por seres aparentemente deste – mas na verdade de outro – mundo. As ilustrações de Elizabeth Tognato retratam vultos fantasmagóricos e bastante realistas.

Eita, que já chegamos à resenha de número 150! :O Nada melhor do que celebrar um número desses com um livro com o melhor das coisas macabras que atraem senhorita Camila aqui.

Eu particularmente gosto muito de visitar cemitérios. É um mar de histórias, um amontoado de gente que viveu muito, pouco, o suficiente, para marcar alguém. Que deixou uma marca. E não sei, me dá uma paz entrar em cemitérios. É como se ali não tivesse problemas, eu posso tranquilamente andar por lá, sem pressa, dar uma olhada nas lápides, imaginar a história de todas aquelas famílias e pessoas.

Infelizmente quase sempre tenho que passear sozinha, porque os amigos ficam encanados e se sentem mal ( eu honestamente tenho mais medo de gente viva…), mas isso só adiciona tudo à experiência pacífica, então fica tudo okei. Uma das minhas viagens mais fantásticas foi visitar o cemitério da Recoleta em Buenos Aires. Jovem Link inclusive tem fotos lá (mas fica pra outro post…)

Era tanta história, tanto carinho, tantas estruturas diferentes nos túmulos que foi um passeio emocionante. Ainda pretendo voltar lá com o livro que conta as histórias das pessoas que lá estão e passar uma tarde andando loucamente hehe (aliás, ainda pretendo fazer aquele passeio da meia noite no cemitério da Consolação em SP!)

Desde pequena sempre gostei de caveiras e tudo o mais, então aquela decoração de cemitérios sempre me agradou bastante. Não sei se por conta de livros e filmes mostrando a alegria e cor de tudo isso, daquelas mensagens de ‘ser diferente é legal sim’ e de tentar não julgar antes de conhecer, não sei… mas sempre gostei. Inclusive, se tem uma estética pela qual sou apaixonada é a que usam no Dia de los Muertos. QUE COISA MARAVILHOSA, SENHORES.

Por tudo isso e mais, ler Cidade dos Deitados foi uma experiência deliciosa.

“E o pneu tinha que estourar?
Justo na frente do cemitério!
Desço do carro.
Ainda bem que sou sobrinha da dona Marina.
“Minha filha, quem tem medo de morto é bobo, medo a gente só deve ter dos vivos…”
Mas bem que eu queria um vivo do meu lado.”
Cidade dos deitados, Heloisa Prieto.

Com um projeto gráfico com as páginas todas pretas, ilustrações bizarríssimas de Elizabeth Tognato, sem numeração nas páginas, aquele clima de “QUE QUE TA CONTECENU” e de ‘será que é verdade?’, vão te levando por uma noite rápida por um cemitério estranhíssimo com figuras igualmente estranhas. Claro que, como num sonho, tudo é muito normal, muito ok, tem bruxas, coveiros, lanchonetes com padres, rabinos e monges budistas, tem aqueles plot twists pra te fazer rir e/ou se arrepiar.

“- Mas pra que elas alugam os espíritos? É para fazer coisa ruim?
– Não, querida, alugam porque são chatas, aborrecem os pobres coitados… Tão bonzinhos, esses meus fantasmas…
– Os fantasmas são seus?
– Meus amigos, claro. Venho aqui todos os dias. Velório é uma coisa tão linda… Todo mundo chora, depois fica fazendo piada. A gente olha pra roupa do morto e já sabe como foi a vida dele. Eu conheço tudinho aqui. A cidade dos deitados… o chão de histórias…”
Cidade dos deitados, Heloisa Prieto

É um livro que se lê numa tarde (ou noite, HEHE) tranquilissíma, pra ficar com aquela sensação gostosa de “queria muito visitar e conhecer as personagens todas”.

Cidade dos Deitados
Autora: Heloisa Prieto e ilustras de Elizabeth Tognato
Editora: Cosac Naify
Páginas: 60
Link do Skoob

 

 

E aproveitando o ensejo, a partir de hoje, 17, até dia 23, vai rolar a  SML Experience – Semana Monteiro Lobato 2017 (clicando no nome você confere a programação completa) em Taubaté, e nós estaremos por lá no fim de semana conferindo tudo! 😀 (E inclusive, vamos fazer uma entrevista com a Heloisa Prieto HEHEHE <3 )