O Homem que matou Getúlio Vargas – Rapidinhas #11

resenhas_diarios

“Cocteau dá um berro e sobe na cadeira: — Uma ratazana! – Instala-se, na hora, um pandemônio no restaurante. As mulheres gritam, os homens reclamam, os garçons correm em desatino. Dimitri aproveita a confusão para recolher a pequena prenda embalsamada, que fora parar no copo vazio de Modigliani. Ele pede desculpas, muito sem jeito, e sai às pressas, arrastando a loura Anette pela mão. Apollinaire e Satie socorrem o poeta quase em choque, enquanto Picasso se esparrama no chão às gargalhadas.”
(mais…)