E tcharã! Aqui vão os melhores livros e melhores posts que apareceram nesse Castelo nesse 2017 que (aee) acabou. Aqui tem análise, senhoras.

Nada melhor do que começar 2018 falando e trazendo tudo que deu certo (e que não deu) nesse atípico e caótico ano de 2017. Foi um ano extremamente louco, cheio de altos e baixos, loucuras pra todos os lados, e pra compensar, no final do ano agora (e ainda estou no processo), estou me mudando de apartamento. Então podem imaginar.

Então dessa vez, não quis fazer uma retrospectiva dos melhores, mas sim tentar entender como foi 2017 pro Castelo de Cartas, isso levando em consideração nossa Meta de Leitura do ano passado!

Em 2017 tivemos um total de 17 resenhas16 resenhas rapidinhas; 2 posts sobre eventos (mas fomos em mais, como rola ver pelos posts do Instagram! 🙂 ); 4 posts de diários e entrevistas; 3 contos (incluindo contos de convidados!).

Também aparecemos com um conto na xiquetura revista Pulp Feek! (com Madame Vargas e o Emblema Amarelo, só tretas amarelas, minhas caras, quem não leu, leia agora, tem conto lindo e muito texto bem feito!)

Essa é a Helen Coppi, do Aleatória é a Mãe, e autora d’O Livro Perfeito de Haicais Imperfeitos.

De eventos tivemos encontros do Blogs do VP, participações no Canal da Jornalista Curiosa falando sobre Publicação Independente e minha experiência; participei do podcast do pessoal do Multiverso X falando sobre Harry Potter, inclusive foi um bom ano pra Harry Potter (tirando algumas decepções) com o evento lindeza demais sobre os 20 anos de HP.

Nós com a Flávia do Jornalista Curiosa!

A gente no evento sobre o universo expandido de Star Wars.

Esses vinte anos de Harry Potter também… ó. <3

Ah! Também fomos convidados pra estreia de Star Wars pelo pessoal do Almanaque Urupês, foi emocionante (QUE FILME, SENHORAS), ainda mais depois de ter participado do eventão com várias palestras sobre o Universo Expandido.

 

Olha a Heloisa Prieto e o Victor Scatolin na palestra da Semana Monteiro Lobato!

Ah! E durante a Semana Monteiro Lobato, rolou uma das entrevistas mais incríveis da minha vida com a Heloisa Prieto e o Victor Scatolin. Até hoje fico com o coração quentinho ao lembrar.

Nesse ano o Castelo de Cartas fez longuíssimos 6 anos também! É estranho pensar que se fosse uma criança já estaria estudando na escola e ver como a gente melhorou e se estruturou nesse meio tempo. E onde escorregou, hihi.

A gente lá na II Jornada Literária Pedro Paulo FIlho em Campos do Jordão! <3

Também tiveram encontros literários proporcionados por 2017! Na imagem Julio Barcellos, Rafael Peregrino e Talitta Duarte!

Aliás, sobre os livros do Castelo de Cartas, pode não ter tido lançamento, mas teve muita resenha, muito livro chegando em gente inesperada, muita amizade sendo feita, muitos encontros, e teve um bate papo na II Jornada Literária Pedro Paulo Filho em Campos do Jordão!

Ah, também participamos doando mais de 300 exemplares do Castelo de Cartas Valete na campanha da Máquina de Livros. (Aliás, os feedbacks de quem pegou foram maravilhosos, descobri que meus maiores fãs na campanha foram os seguranças do shopping! E os Castelos foram os primeiros livros da máquina a esgotarem!)

Orgulhosos de termos cumprido a maior parte da Meta estabelecida de 2017. <3

Ainda sobre Livros, e a Meta de 2017, é com uma linda porcentagem que digo que dos 33 livros resenhados (dentre resenhas e resenhas rapidinhas), 17 deles foram de autoras, ou seja, mais de 50% dos livros que apareceram foram escritos por mulheres! E 9 dos 33 foram livros nacionais! (uma quantidade que vai mudar pra bem mais se depender da lista de leitura hehe)

Dos destaques dos livros resenhados temos (em ordem cronológica! Do mais antigo ao mais recente):

Cidade dos Deitados (nacional e de autora);
Para Sempre Ninão (que ajudei a fazer <3 ) (nacional);
O livro amarelo do terminal
 (nacional e de autora);
All you need is kill;
O livro perfeito dos haicais imperfeitos (nacional e de autora);
Ancillary Sword (de autora);
O Jogo na Caixa de Sapatos (nacional);
Vida e proezas de Aléxis Zorbás;
O Xará (de autora);
Câmara Sangrenta e outras histórias
 (de autora).

Tem um mix bem diverso nesses destaques, mas tiveram mais livros lidos ao longo de 2017 que ainda não consegui processar pra fazer a resenha. Mas dá pra ver a lista sempre pelo meu perfil do Skoob.

Vários livrões nos destaques das resenhas rapidinhas desse ano também…

Das resenhas rapidinhas pelo lindeza Rafael Victor, ele fez a seleção dos destaques:

Detetives Selvagens;
Jardim de Cimento;
Ruído Branco;
Último Grito;
It – A Coisa

Só livrão, senhoras.
Aliás, esse ano o Rafa criou a categoria Rapidaça, pra quando tiverem aquelas coleções master de livros que precisem de uma análise do conjunto da obra, com a Saga dos Instrumentos Mortais da Cassandra Clare.

Dos contos que apareceram aqui dentro do Castelo, tivemos o Confusões de Laços e dois contos do convidado Paulo Sade! O Jogo e Fome.

E dos Diários, fiz um post sobre Lima Barreto e respondi a TAG Meus Hábitos de Escrita, contando um pouco sobre como funciona por aqui. 🙂

Ansiosos e temerosos pelo que vem por aí. HAHAHA

Bem… olhando assim, 2017 foi um ano em que deu pra se dedicar à tanta coisa, conhecer tanta gente, mesmo em meio ao caos, que 2018 promete. Promete mais leitura, mais gente maravilhosa, mais descobrimentos, mais resenhas, mais Castelo de Cartas. Obrigada por mais um ano com a gente! <3

Que venha 2018!